quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Como te encontrar quando não estás...



A brisa da manhã é seu sopro em meu ouvido
O sol quente em minha pele é o seu corpo e o seu calor
Lembro-me dos sussurros com a natureza e seu zunido
Lembro-me dos momentos, das vaidades e do seu sabor

Passeio na rua e lembro da chuva
Da correria, do desejo e da vontade
Do desespero que me cai como uma luva
Pra eu lembrar que o melhor veio mais tarde

Te encontro ainda mais nos meus sonhos
Nos momentos que eu não posso controlar
Quando tudo é só seu e não temos planos
E a vida segue com preguiça de passar

Te encontro também na minha risada
Pois ela com você sempre foi maioria
Anseio a presença, e a sua chegada
E em tudo te vejo, te encontro na alegria


~* Tai Gomes *~

Um comentário:

  1. Dali Tainara,...quanto tempo sem ver suas publicações! Amei. Muuuuuito bem!

    ResponderExcluir